dívidas - como voltar sem elas das férias?

dívidas - como voltar sem elas das férias?

Dívidas são sinônimos de pesadelos para todos. Enquanto a maioria dos pais celebra o retorno dos filhos à rotina escolar, alguns começam a organizar as tão desejadas, e merecidas, férias! Para aqueles sem planejamento financeiro, as férias também funciona como um sinônimo para dívidas. Porém, como fazer com que isso não aconteça mais?

A Lendico indica alguns pontos essenciais para se planejar melhor para os dias de folga:

1. Qual o orçamento disponível?

Antes de sair comprando passagens áreas em promoção e, quem sabe, moedas estrangeiras também, você precisa se planejar. Qual o orçamento disponível? Dessa quantia disponível, quantos dias de viagem você conseguiria bancar? Cinco dias? 13? Duas semanas? Entender o orçamento disponível é necessário antes mesmo do planejamento.

2. Orçamento validado? É hora de planejar!

O orçamento foi revisado e você consegue bancar a sua viagem dos sonhos? Maravilhoso! Agora é hora de se planejar, pois como já devem saber, sem planejamento, você perde muito mais dinheiro do que gostaria. Coloque uma meta diária do que você usará, por exemplo R$ 100/dia. Isso te ajudará a montar o roteiro da sua viagem, sem que precise de dinheiro extra para a viagem. Ou seja, o seu orçamento por dia será a quantia que estabelecer. Caso ela acabe antes, é interessante poupar o resto do dia para o orçamento final não seja prejudicado.

3. Em busca do pacote dos sonhos!

Para evitar dívidas desnecessárias durante a sua viagem, é essencial que você faça uma busca pelo menor preço. Procure na internet e também em locais que façam a venda de pacotes de viagens e tente barganhar um desconto, com o pagamento à vista, por exemplo. Viajar com pelo menos as passagens (seja de avisão, navio ou ônibus) quitadas já passa uma segurança, sem contar que é uma dívida a menos para pagar na volta.

4. Use o programa de milhas do cartão de crédito!

Se as suas passagens são áreas, você pode usar o programa de milhas, oferecidos pelos principais cartões, a fim de conseguir um desconto nelas. Ou até mesmo de graça! Mas lembre-se, o programa de milhas não pode ser tornar uma desculpa recorrente para o uso desse aditivo e, muito menos, na aquisição de novas dívidas!

5. Tome cuidado com o cheque especial e rotativo do cartão!

Semana passada, falamos sobre o aumento da taxa de juros do cheque especial (leia mais aqui). Essas são as duas linhas de crédito pessoal mais caras do mercado. Por isso, se for viajar e pretende usar o cartão de crédito, tome cuidado com o crédito rotativo. Para isso, caso tenha mais de um cartão de crédito, leve apenas um.

 


empréstimo pessoal


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.