Fabricio Federici no Fórum C4 de Crédito e Cobrança

Nesta quarta-feira, 08 de março, o diretor da Lendico Brasil Fabricio Federici participou do fórum C4 de Crédito e Cobrança. Federici foi palestrante do evento e participou do painel “Startup Pitch: fintechs de crédito e cobrança“, que ocorreu entre as 10h30 e 12h.

O objetivo do painel era permitir que o público conhecesse as inovações que são introduzidas pelas fintechs no mercado de crédito, especialmente aquelas que proporcional eficiência e inovação para os processos de concessão e também de recuperação de crédito.

Inovação no crédito

O painel do qual participou o diretor da Lendico Brasil também abordou a desintermediação financeira, a cobrança digital e Bussiness Inteligence.

Durante o bate papo Federici contou a história da Lendico desde sua fundação em 2015 e como a empresa chegou para mudar o mercado de empréstimo pessoal. “As empresas lá trás tentaram apenas digitalizar o mundo em papel. Na Lendico fazemos muito mais do que isso. Oferecemos o melhor crédito, com muita tecnologia, segurança e uma experiência de usuário única”, afirma.

O executivo deu ainda detalhes dessa experiência do usuário e da sua importância no setor. “Quando você consegue transformar um formulário em papel de 54 páginas em um de sete perguntas, interativo e dá uma resposta ao cliente em 3 minutos, é sinal de que estamos transformando a experiência do usuário ao tomar crédito. Este é o nosso grande desafio.”, diz.

Sobre o debate dos Cadastro Positivo, Federici sinalizou que a criação de tal cadastro tende a ser muito benéfica para o consumidor ao trazer mais transparência ao mercado. “Os dados são do cliente e cabe a ele decidir quem poderá ter acesso a eles. As informações não são dos bancos”, diz.

Ele também falou sobre a tecnologia e a inteligência utilizada pela Lendico para filtrar seus clientes e como esta atuação é  fundamental para ser disruptivo neste mercado. ‘A partir do momento em que você deixa de usar o score tradicional do mercado, é possível conseguir outras análises e perceber que outros públicos são capazes de performar, que têm muito potencial”, diz.

Federici também tirou dúvidas sobre as questões de segurança e jurídicas do modelo. “O crédito pessoal já é concedido por meio de assinatura digital com respaldo legal. No nosso caso, isso faz muito sentido pois percebemos que o mais crítico para o nosso cliente era ter uma impressora por perto. Ninguém tem isso à mão hoje em dia.

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.