Um levantamento realizado pela Fundação Procon-SP apontou um aumento na taxa média de juros do cheque especial cobrado pelos maiores bancos brasileiros. O índice saiu de uma média de 13,187% ao mês em agosto para 13,195% em setembro, ou 342,51% ao ano.

Segundo o Procon, com essa taxa uma dívida dobra em seis meses. A fundação também recomenda o uso do cheque especial na emergência e em períodos curtos por causa dos juros altos. Lembrando que uma nova regulamentação do Banco Central exige que as instituições financeiras alertem o cliente sobre os riscos desta modalidade de crédito e ofereçam um financiamento com melhores taxas caso o cliente use mais de 15% do milite por mais de 30 dias.

Confira as taxas medidas no cheque especial em cada banco (em ordem alfabética):

  • Banco do Brasil: 12,49% ao mês.
  • Bradesco: 13,33% ao mês.
  • Caixa Econômica Federal: 13,55% ao mês.
  • Itaú Unibanco: 11,92% ao mês.
  • Safra: 12,95% ao mês.
  • Santander Brasil: 14,93% ao mês.

O que é cheque especial?

É um tipo de crédito disponibilizado pelos bancos em troca do pagamento de juros, como todo empréstimo. A diferença está na facilidade de acesso que traz uma consequência perigosa, uma das taxas de juros mais caras do mercado.

Geralmente, quanto maior a sua renda, maior será o seu limite. A movimentação bancária também faz parte da análise deste crédito.

É muito importante ter cautela ao usar o cheque especial. Se possível, use sempre próximo à data em que um crédito seja depositado em sua conta, assim, será menor o impacto da alta taxa de juros.

Como sair do cheque especial?

Se você usa com frequência esse crédito caro, considere trocar a dívida cara por uma mais barata. Uma opção é o empréstimo pessoal. Ele geralmente ter juros mais baixos e ajuda na programação do pagamento da dívida. Já que as parcelas são fixas e não variáveis, como o uso do cheque especial do banco.

O importante é pesquisar bem essas alternativas comparando as taxas, os parcelamentos, a facilidade de contratação e o tempo de demora para a contratação. Lembre-se de que quanto mais tempo levar para quitá-la, ela ficará maior e você terá mais dificuldade para pagá-la.

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.