A imgem é composta por um ângulo em que apenas duas mãos aparecem escrevendo em uma nota fiscal com o celular aberto ao lado, na ferramenta calculadora, e alguns cartões de crédito sobre a mesa

Se você, assim como muitos brasileiros, trabalha por conta própria, deve entender os desafios que ter o seu próprio negócio pode acarretar. Das mais complicadas, até as mais simples como, por exemplo, entender como ter um cartão de crédito para autônomo, as dúvidas que surgem com essa escolha de atuação são inúmeras. Por isso, vamos explicar um pouco sobre como você pode conseguir este tipo de crédito para pagar o que precisa. 

Cartão de crédito para autônomo

Você deve estar se perguntando: autônomo pode solicitar cartão de crédito? Se você trabalha por conta própria, provavelmente tem dificuldades na hora de comprovar renda, não é mesmo? Mas, para a sua alegria (caso utilize o cartão com responsabilidade), algumas fintechs e administradoras não solicitam o tal comprovante. Assim, é mais fácil conseguir aprovação. Dois pontos importantes para tal são:

  • Ter o nome limpo (sem pendências no SPC e Serasa);
  • Pagar pontualmente as contas, mantendo um bom score de crédito.

Como comprovar renda sendo autônomo? 

Apesar de mais complicado, não é impossível comprovar o salário como autônomo. Algumas opções são: 

Histórico de movimentação bancária: sendo um cliente de banco ou instituição financeira, você pode comprovar renda usando extrato da sua conta. Seu gerente pode utilizar a sua movimentação financeira para comprovar renda e liberar o limite de um cartão de crédito para você (quase sempre funciona). Caso queira o cartão de outra instituição, pode utilizar o mesmo documento, mas nem sempre será aceito. 

Histórico positivo de crédito: o score de crédito vem sendo utilizado por diversas instituições para oferecer o serviço de cartão de crédito aos clientes. Este é uma pontuação que aumenta conforme a sua disciplina financeira, ou seja, ela visa se você paga todas as suas contas em dia, seu uso do crédito disponível etc. 

Imposto de Renda: muitas instituições que emitem cartão de crédito para não correntistas possibilitam o uso do Imposto de Renda do ano anterior como comprovante. Só não espere um limite extremamente alto se a sua renda declarada no IR for baixa. 

DECORE: a Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos, conhecida pela sigla DECORE, é um documento emitido por um contador para ser usado como comprovante de renda. 

Observação: ao solicitar um cartão de crédito, além dos comprovantes de renda, não esqueça de levar seus documentos pessoais e comprovante de residência.

Quais cuidados tomar com cartão de crédito para autônomos? 

Um dos maiores cuidados para tomar com o cartão de crédito para autônomo é que, quanto maior o risco para o banco, maiores serão as taxas e juros. Ou seja, quanto mais “arriscado” for o seu perfil ou “suspeita” a sua comprovação de renda, mais difícil para você obter um cartão de crédito com boas condições e limite. 

Onde pedir um cartão de crédito para autônomo?

A internet possibilitou muitas coisas, dentre elas o fato de pedir um cartão sem precisar sair de casa. Algumas boas opções para contratar um cartão de crédito são: 

  • Nubank;
  • MoneyMan;
  • Banco Inter;
  • Santander;
  • Bradesco.

Essas financeiras oferecem serviço totalmente online. Antes de contratar qualquer serviço financeiro, lembre-se de consultar o site do Bacen. 

Cartão de crédito para autônomo negativado

Existem algumas opções de cartão de crédito para quem está com o nome sujo, mas isso não significa que é fácil conseguir um desses, já que a inadimplência torna a obtenção do crédito mais desafiadora. Por isso, algumas instituições encontraram alternativas para oferecer este serviço aos autônomos negativados: 

Cartão pré-pago

Apesar de ser um termo mais comuns em empresas de telefonia, algumas empresas já estão disponibilizando este tipo de serviço para quem não consegue contratar um cartão tradicional. Assim como em um chip pré-pago, sempre que houver necessidade de fazer uma compra, o dono do cartão pode realizar a carga. Normalmente, o saldo é creditado direto da conta corrente (depósito ou boleto bancário). 

Vale a pena contratar um cartão de crédito para autônomo negativado?

Por conta das dificuldades em comprovar as condições de pagamento, a liberação de crédito para este perfil conta com variáveis: apesar de ser uma aprovação tranquila, as taxas do cartão costumam ser maiores. Além da cobrança de mensalidade e anuidade, existem encargos sobre recargas, adesão e saques. 

Com isso, é importante avaliar os benefícios de obter o cartão e entender se realmente vale à pena. Coloque tudo na ponta do lápis (literalmente). 

Quais empresas oferecem cartão para negativado?

Caso queira entender melhor sobre este tipo de serviço, existem algumas empresas que disponibilizam o produto: 

  • PagSeguro: o cartão disponibilizado pela Pag é da bandeira MasterCard e pode ser usado até mesmo em transações internacionais. Para empreendedores que já utilizam as suas maquininhas nos estabelecimentos, existem condições exclusivas;
  • RecargaPay: este também é da bandeira MasterCard. Seu diferencial é a política de cashback, ou seja, o proprietário recebe de volta 1% do dinheiro das transações que realiza;

  • Mercado Pago: também da bandeira MasterCard, não possui cobrança de anuidade e nem tarifa de manutenção. O mais bacana é que se você utiliza a plataforma da empresa para comercializar os seus produtos, a recarga pode ser feita de acordo com o abatimento das suas vendas. 

Vantagens e desvantagens de um cartão de crédito

Como tudo na vida, os cartões de crédito também têm vantagens e desvantagens para o usuário. Vamos conferir: 

Vantagens

Compras pela internet – o cartão é uma das maneiras mais comuns de realizar compras onlne, mesmo que existam outras opções. A compra é realizada e o processo de aprovação é realizado instantaneamente (dependendo do valor do produto). 

Programa de pontos – mesmo gastando agora, é possível se beneficiar depois. Dependendo do cartão de crédito para autônomo que você escolher, existem programas de pontos, milhas e cashback. Assim, cada compra que você realizar, será destinado para alguma dessas situações que você escolher. 

Imprevistos – eles estão presentes todos os dias em nossas vidas e surgem quando menos esperamos. Se usar o seu cartão de crédito com consciência, é possível ter sempre uma reservinha para esses momentos. 

Segurança – são poucas as pessoas que costumam andar com dinheiro físico na carteira. Isso porque é muito mais provável perder várias notas ou moedas do que um cartão. Fora isso, os riscos de ser assaltado não o deixam com tanto temor sobre perder o seu dinheiro, já que é possível ligar na central e bloquear o cartão.

Organização financeira – principalmente os cartões de crédito que permitem o controle via APP, mostram os gastos das próximas faturas. Isso ajuda para que você consiga ter um planejamento financeiro maior. 

Desvantagens do cartão de crédito

Juros – se você atrasar a parcela ou pagá-la parcialmente, os juros serão muito altos e ficará praticamente impossível quitar a dívida. Com isso, é importante estar sempre atento para pagar todas as faturas em dia. 

Compras por impulso – se você é daquelas pessoas ansiosas e que não dão conta de se controlar nas compras, é preciso fugir do cartão de crédito, já que ele permite que as compras à distância sejam ainda mais fáceis. 

Fraudes – apesar de ser seguro no dia a dia, ao andar com a carteira no bolso, por exemplo, ele pode facilmente ser clonado. Principalmente por conta das compras pela internet, os criminosos conseguem encontrar uma brecha ainda maior para realizar tal ato. Para comprar um produto pela internet com mais segurança, o ideal é sempre verificar se o site tem certificado SSL. 

O que acontece se eu ficar inadimplente com o cartão de crédito?

De acordo com o Procon-SP, nos casos que não há pagamento algum, o consumidor fica inadimplente já no dia seguinte do vencimento da fatura. Com isso, a administradora do cartão define como vai agir com o cliente. Outra consequência é também ir para o cadastro de inadimplentes. 

Ação na justiça – a instituição também pode entrar com uma ação contra o cliente. Entretanto, é preciso ter negociado a dívida por um tempo. Quem fica com juros no cartão, geralmente paga uma multa moratória de 2%, juros de mora de mais ou menos 1% ao mês e os juros do rotativo (variam conforme a operadora do cartão).

Empréstimo para autônomo

Se você está pensando em contratar um cartão de crédito apenas para alavancar os negócios, pagar algum auxiliar ou situação pontual, o empréstimo pessoal pode ser uma ótima soluçã. Na Lendico, é possível realizar um empréstimo para autônomo, totalmente sem compromisso e receber a resposta da sua aprovação em alguns minutos. Após isso, basta enviar os documentos, ser aprovado, assinar o contrato e receber o dinheiro em conta até no mesmo dia (contratos assinados até às 13h). 

Ficou com alguma dúvida? Deixe o seu comentário para nós! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.