Mulher inserindo um cartão de banco em um caixa eletrônico.

Trabalhadores cotistas do fundo do PIS/Pasep correntistas alguns bancos privados podem receber as cotas devidas automaticamente em suas contas a partir desta terça-feira, 11 de setembro. O depósito é resultado de um acordo entre o Governo Federal, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e Febraban (Federação Brasileira de Bancos).

Participam os seguintes bancos (em ordem alfabética):

  • Bancoob;
  • Banestes;
  • Bradesco;
  • BRB;
  • Itaú Unibanco;
  • Mercantil;
  • Santander;
  • Sicred.

Segundo o Ministério do Planejamento, R$ 6,8 milhões devem ser depositados. Pode receber cotistas com menos de 60 anos que trabalharam registrados, nos setor público e privado, entre 1971 e 1988 e que ainda não haviam sacado os valores. Neste artigo explicamos quem têm o direito.

Os depósitos serão realizados entre 13 e 19 de setembro. Caso não ocorra e você tenha o direito, procure o seu banco. Correntistas de outros bancos continuam tendo direito ao saque até o dia 28 de setembro na Caixa Econômica Federal para trabalhadores do setor privado e no Banco do Brasil para funcionários públicos.

Calendário 2018/2019

Nesta quinta-feira, 13 de setembro, o abono salarial do PIS do calendário 2018/2019 começou a ser pago para os trabalhadores da iniciativa privada nascidos em setembro na Caixa Econômica Federal. Já funcionários públicos que têm o 2 como último número da inscrição também tiveram os valores depositados. São R$ 1,4 bilhão divididos entre 1,9 milhão de trabalhadores.

De acordo com o calendário, aniversariantes dos meses de julho a dezembro recebem o PIS ainda em 2018. O restante terá os valores disponibilizados em 2019. Em qualquer caso, o dinheiro pode ser sacado até 28 de junho de 2019.

O valor varia entre R$ 80 e R$ 945, de acordo com o tempo que a pessoa trabalhou registrado em 2017. Tem direito ao abono quem exerceu atividade remunerada pelo menos por 30 dias no ano passado, está inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ganhou, em média, até dois salários mínimos por mês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.