Mulher pensando

É possível antecipar um valor que você receberá no futuro com um empréstimo. Essa modalidade de crédito é conhecida como antecipação de recebíveis e é bastante comum para profissionais autônomos e empresas.

Mas pessoas físicas também podem fazer esse tipo de crédito em algumas situações, usando o 13º salário ou a restituição do Imposto de Renda como garantia.

Em geral, o pagamento é feito em uma única parcela em uma data posterior próxima ao recebimento dos valores. Mas atenção, o valor que você receberá é sempre menor que a soma dos recebíveis. Essa diferença cobre a taxa de juros e os impostos da operação.

Antecipação de recebíveis para empresas

Valores recebíveis no futuro como vendas parceladas, a prazo, cheques, carnês e duplicatas podem ser usados para se obter esse tipo de crédito.

Cada instituição financeira trabalha com uma política de crédito, portanto cada uma define qual tipo de recebível é aceito e o valor do juro e prazo.

Também é possível transferir diretamente para a instituição financeira o recebimento das garantias. Por exemplo, a empresa tem um valor para receber em cheques pelos próximos meses. O banco faz o empréstimo e fica com esses cheques, recebendo o valor deles conforme a data de vencimento.

Antecipação de recebíveis para pessoas físicas

Pessoas físicas também têm valores certos para receber, como a Restituição do Imposto de Renda e o 13º salário, podem recorrer a esse empréstimo.

O processo não é muito diferente do que acontece com as pessoas jurídicas. É feita uma análise e o banco recolhe todo o pagamento de uma vez em uma data posterior ao recebimento.

A gente fala mais sobre o tema, com foco no 13º salário neste artigo.

Riscos da antecipação de recebíveis

O maior risco desta modalidade de crédito é que o pagamento é feito em uma parcela e, se o valor não estiver na conta designada na data acordada, o banco cobrará mesmo assim. Ele pode usar o cheque especial, negativar o credor e cobrar na justiça os valores para receber.

Esse risco é maior para empresas, que podem sofrer com calotes ou pagamentos atrasados de clientes.

Mas a pessoa física também deve ficar atenta. Isso porque o Imposto de Renda pode cair na malha fina e, mesmo retificando a declaração, o pagamento só será feito no ano seguinte (provavelmente depois da data do vencimento do empréstimo).

Quem usa o 13º salário deve ficar atento para demissões ou atrasos no pagamento do salário extra – que embora ilegal pode ocorrer.

Vale fazer a antecipação de recebíveis?

Depende. Apesar de existir alguma garantia, ainda existe um risco para a instituição financeira, que se reflete no juro. Além disso, o processo tende a ser um pouco mais burocrático.

Outra desvantagem é o pagamento em uma única parcela. Muitas vezes é mais saudável para a sua vida financeira parcelar o empréstimo. Uma empresa, por exemplo, pode ficar sem dinheiro para fluxo de caixa ou para pagar salários.

O segredo é se programar para não ser surpreendido. Compare as taxas e as condições de pagamento com outras modalidade e faça o melhor negócio para você ou seu negócio.

A Lendico não faz empréstimo com antecipação de recebíveis, mas aconselhamos que veja nossas taxas para empréstimo pessoal fazendo uma análise sem compromisso.

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.